sábado, 2 de agosto de 2014

Venha o teu Reino - e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele.

"Venha o teu Reino -  e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele."

No mundo ocidental, a prece mais rezada e proporcionalmente, menos entendida, é a oração do "Pai nosso".

"Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu reino." - Mateus 6:9

                "VENHA O TEU REINO"

Quem faz essa oração evidentemente gostaria de ter essa petição atendida.

Jesus ensinou essa oração há quase 2.000 anos atrás, será que as pessoas que pediram "venha o teu reino" poderiam ter seu pedido atendido durante a sua vida? Ou teria Jesus ensinado as pessoas a pedirem algo que elas não poderiam obter durante as suas vidas, a menos que vivessem em certa época específica da história, muitos anos a frente no futuro?

Enquanto esteve na terra, Jesus mostrou que o indivíduo - sim em base individual - já poderia ter a sua oração atendida:

"o reino de Deus vos tem realmente alcançado." - Mateus 12:28
"o reino de Deus realmente vos sobreveio." - Lucas 11:20
“Não estás longe do reino de Deus.”  - Lucas 12:34

Seguem abaixo os motivos e as condições para isso:

O que é um Governo?
Governo é um campo ou força de influência. Por exemplo, temos o Governo Gravitacional que  exerce suas leis sobre a matéria. Também o Governo ou reino Elétrico que exerce seu governo, suas leis , sobre as partículas.

De modo que para haver Governo, deve haver Leis ou uma Constituição. Essa é condição necessária para haver um Governo:  Leis.

Teria o reino de Deus uma Constituição? Sim!
Você pode ler a Constituição (As Leis) do Reino de Deus nos capítulos 5, 6 e 7 de Mateus. Mas para termos uma ideia da capacidade de síntese dessas Leis, basta lermos:

Mateus 7:12 “Todas as coisas, portanto, que quereis que os homens vos façam, vós também tendes de fazer do mesmo modo a eles; isto, de fato, é o que a Lei e os Profetas querem dizer.

"as coisas que quereis que os homens vos façam - Faça isso a eles" Ponto 

Já falamos sobre a Lei do Governo de Deus. Agora um governo só é governo se houver quem reaja ou responda a essas leis.

Por exemplo: a matéria (e mesmo a luz) é súdito do Reino Gravitacional. A Matéria (e mesmo a luz) está submissa à influência de suas Leis - quer dizer: obedece às suas Leis.

E que dizer dos súditos do Governo de Deus? Quem são os súditos do Governo de Deus?

 "Aquele que conhece os meus mandamentos e os obedece, é esse que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai e eu também o amarei e me revelarei a ele."  -  João 14:21

Jesus disse-lhe: “Se alguém me amar, observará a minha palavra, e meu Pai o amará, e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele. - João 14:23

De modo que o súdito do Reino de Deus é aquele que obedece a Constituição (leis) do Governo de Deus. (Honrando ou Glorificando assim ao Nome do Pai)

O súdito do Reino é aquele produz os seus frutos. (Mateus 21:43)


Venha o teu Reino -  "e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele"

Governo: Estabelece as Leis, A Constituição.
Súdito: Aquele que Obedece as Leis. (submete-se ao Governo)

Portanto, o reino de Deus já domina, não desde o ano 1300, 1799 , 1874 ou 1914, mas desde que alguém individualmente escolheu deixar dominar-se pela Constituição do Governo de Deus.

Se desejamos que o Reino de Deus "venha" em nosso próprio caso,  obedeçamos à sua Constituição. Neste caso: "o reino de Deus realmente vos sobreveio." - Lucas 11:20


Leia também:
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/o-reino-de-deus-nao-por-homens-mas-por.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/05/o-templo-o-lugar-do-meu-trono-na-terra.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/jerusalem-o-reino-de-deus-vos-sera.html

https://www.youtube.com/watch?v=zvRp3z6uaCM