sábado, 6 de dezembro de 2014

CAUSA-EFEITO - Um Adam no Trono de Jah

Nesse artigo irei ressaltar a relação Causa-Efeito a respeito da entronização de Jesus Cristo que ocorreu nos céus quando ele foi para os "Domínios de Cima".

Conforme já abordado no passado, é possível visualizar como se deu essa entronização Celestial de Jesus Cristo - (vide http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/05/o-pacto-davidico-e-o-lider.html )

                      RELAÇÃO CAUSA-EFEITO

A CAUSA:

Atos 1: 9 E, depois de dizer estas coisas, enquanto olhavam,[o Filho do Homem ] foi elevado e uma nuvem o arrebatou para cima, fora da vista deles.
Daniel 7:13-14

Um Adam (Filho de Homem) Senta no Trono de Jah

“Continuei observando nas visões da noite e eis que aconteceu que chegou com as nuvens dos céus alguém semelhante a um filho de homem [Jesus]; e ele obteve acesso ao Antigo de Dias [Jeová], e fizeram-no chegar perto perante Este. 14 E foi-lhe dado domínio, e dignidade, e um reino, para que todos os povos, grupos nacionais e línguas o servissem. Seu domínio é um domínio de duração indefinida, que não passará, e seu reino é um que não será arruinado. - Daniel 7:13

 "No entanto, doravante o Filho do homem estará sentado à destra poderosa de Deus.” - Lucas 22:69

 "eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono." - Rev 3:21

 33 Portanto, visto que ele foi enaltecido à direita de Deus e recebeu do Pai o prometido espírito santo…‘Jeová disse a meu Senhor: “Senta-te à minha direita, 35 até que eu ponha os teus inimigos como escabelo para os teus pés.”’ 36 Portanto, que toda a casa de Israel saiba com certeza que Deus o fez tanto Senhor como Cristo, a este Jesus - Atos 2:33-36

"Jesus Cristo: Este é Senhor de todos [os demais]." - Atos 10:34

O EFEITO

"E foi-lhe dado domínio, e dignidade, e um reino, para que todos os povos, grupos nacionais e línguas o servissem." - Daniel 7:14

"E (Cristo) recebeu do Pai o prometido espírito santo, derramou isto que vedes e ouvis."

Atos 15:13 Depois de cessarem de falar, Tiago respondeu, dizendo: “Homens, irmãos, ouvi-me. 14 Simeão tem relatado cabalmente como Deus, pela primeira vez, voltou a sua atenção para as nações, a fim de tirar delas um povo para o seu nome. 15 E com isso concordam as palavras dos Profetas, assim como está escrito: 16 ‘Depois destas coisas voltarei e reconstruirei a barraca de Davi, que está caída; e reconstruirei as suas ruínas e a erguerei de novo, 17 a fim de que os remanescentes dos homens possam buscar seriamente a Jeová, junto com pessoas de todas as nações, pessoas chamadas por meu nome, diz Jeová, que está fazendo estas coisas, 18 conhecidas desde a antiguidade.’

Atos 10:45 E os fiéis que tinham vindo com Pedro, que eram dos circuncisos, ficaram pasmados, porque a dádiva gratuita do espírito santo estava sendo derramada também sobre pessoas das nações.

                 AS IMPLICAÇÕES PARA OS DOGMAS



A Causa-Efeito que abordamos aqui por meio de textos das Escrituras traz consequências amargas para dois conhecidos dogmas (o Dogma da Trindade e o Dogma de 1914) de religiões estabelecidas:

"Pendura em volta do pescoço uma mó daquelas que o burro faz girar e lança no alto-mar" (Mt 17:6)

(Obviamente os textos mostram que Jesus (Adam - Filho do Homem) não é o mesmo que o "Antigo de Dias/Jah" e que o Filho do Homem foi entronizado no céu como Rei Celestial muito antes de 1914 )

Rev 18:21 E um anjo forte levantou uma pedra semelhante a uma grande mó e lançou-a no mar, dizendo: “Assim, com um lance rápido, Babilônia, a grande cidade, será lançada para baixo, e ela nunca mais será achada.


Artigos Relacionados:
A Entronização do Filho do Homem - Conforme descrita por Daniel
Foram 2520 anos de ruína? O Restabelecimento

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Paracleto ao entendimento

Esse artigo feito em forma de perguntas e respostas tenta ajudar os apologistas da torre de vigia a se tornarem apologistas da verdade:

Como que Cristo foi entronizado no primeiro século, enquanto Roma ainda dominava?

Resposta: Cristo foi entronizado como Rei do Reino dos Céus. Nos Domínios de cima. Cristo recebeu o Reino de Deus , não o reino do mundo. ("meu reino não faz parte do mundo")
De modo que Cristo começou a governar no meio de seus inimigos (no meio do mundo). 
Os que obedecem a Jesus são a representação terrestre do Governo de Deus (Templo)

Que reino ou domínio Jesus recebe após o domínio de potências, e durante o último domínio delas?

Cristo recebe o reino do MUNDO, dos domínios de baixo. O Reino do mundo se torna o reino de Deus e do seu Cristo. (jurisdição de baixo)

Qual a condição para Cristo receber o reino do mundo?
Jesus tem que construir o Templo, quer dizer, os seguidores de Jesus precisam vencer para que possam se sentar no trono , assim como se deu no caso de Jesus Crsito - Rev 3:21
Como conseqüência da vitória dos que obedecem à Jesus, o reino do mundo se tornará o reino de Cristo. Rev 11:15 - Daniel 7:25-27

Que reino Jesus receberá após o tempo de dominação das potências mundiais e durante o domínio do último animal da profecia? (Novamente)

Resposta: O Reino do Mundo. Os domínios de baixo.

O que significa então anjos serem sujeitos ao Cristo nos céus, como diz 1 Pedro 3:22?

Significa que Jesus, conforme ele mesmo disse, se tornou rei nos domínios de cima. Ele se assentou no trono de Jah. Rev 3:22
Usando as palavras do próprio apologista da Torre:

"ele foi enaltecido ainda mais do que já havia sido. (Filip. 2:9) Então, todos os anjos agora deviam reconhecer e homenagear Jesus ainda mais do que já era." -  Palavras de um apologista da Torre.  Pois bem tu mesmo o disseste!

Isso ocorreu justamente pois Jesus se tornou Rei lá em cima, entronizado (sentado no trono) do próprio Deus. Rev 3:21


Que coisas foram sujeitas à Jesus Cristo no primeiro século e que coisas ainda não fora sujeitas?

Jesus recebeu todas as coisas que pertencem a Deus ("ele sabendo que Deus entregara todas as coisas em suas mãos...começa a lavar os pés..." --- "todas as coisas que meu Pai tem são minhas"), ou seja, o Reino Celestial composto de anjos no céu e a congregação de seguidores na terra.
O que ainda não foi sujeito ao Cristo são os seus inimigos: o reino do mundo e como último inimigo a morte.
Desde que recebeu o reino dos céus no primeiro século Jesus vem reinando no meio dos inimigos. 

Diversos artigos nesse blog tratam desses temas em pormenores.

cookbook..facebook

Amados Amigos e Amados Inimigos leitores desse blog....eis meu endereço no cookbook ...ou melhor... facebook

https://www.facebook.com/paulo.vicentini.56

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Tampouco sejais chamados ‘Corpo Governante’ - Mateus 23:10

              Delírios Coletivos: os chamados ‘Governantes’

Mateus 23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

O objetivo de um dogma sempre foi o mesmo: Centralizar Poder.

E como o Dogma é por "natureza" inquestionável assim também é a autoridade que "emana do dogma".

No decorrer da História temos o mesmo padrão recorrente daqueles que sancionam os Dogmas a fim de estabelecer o seu Governo e Autoridade - se tornarem Governantes.

É tudo uma questão de Política. O que muda são apenas as armas.

Na política "profana" as armas são literais: já foram espadas, machados, mosquetes…agora são metralhadoras, tanques, aviões caça , submarinos, bombas nucleares, drones ,etc

O primero Corpo Governante na terra - já usavam suas armas

Quanto mais "potente" é a arma, mais o Governo está seguro de seu lugar no topo da pirâmide.

na política "sacra" as armas são os Dogmas: Infalibilidade Papal , Trindade,  a conhecida entre as testemunhas: a doutrina de 1914. (Sem esquecer dos outros políticos religiosos)

Independentemente do Dogma, o resultado é sempre o mesmo: Concentração de Poder.

Pode-se fazer um teste simples: Onde existir um Dogma (a Arma) vai existir um Corpo Governante, ou Corpo Papal, ou Presidente ou "Liderança" ou seja lá qual for o nome que você queira dar ao exercício da Concentração de Poder.

Os efeitos serão visíveis, os seus frutos serão reconhecidos:

O Corpo Governante de pessoas de todas as nações dominam sobre elas e os grandes homens, superintendentes, exercem autoridade sobre elas. (Mateus 20:25)

Haverá incondicionalmente a conjugação do verbo DOMINAR.

  "Não é assim entre vós???" . Mateus 20:26

E onde estiver o "Centro de Gravidade" da Autoridade, haverá as multidões de pessoas orbitando em torno do Corpo Governante: assim está politicamente formada a nação, seja ela nação sacra ou nação profana, nacionalista ou multinacional (geralmente as sacras controlam pessoas "de todas as nações profanas") . É tudo uma questão de se envolver profundamente na Política de Concentrar Poder para dominar nações.

Mas a quem cabe a derradeira culpa de haver Corpo Governante? Em última análise o governo só possui o poder que o povo lhe concede. É o povo que dá o poder para o Governante - povo impelido pela Arma (Dogma) - trata-se de um Delírio Coletivo.

Rev 17:18 "E a mulher que viste significa a grande cidade que tem um reino sobre os reis da terra."

                   "Não é assim entre vós" . Mateus 20:26

Quando o "povo" passar a obedecer as palavras abaixo:
Mateus  23:10 Tampouco sejais chamados ‘Governante’, pois o vosso Governante é um só, o Cristo.

Aí os governos sacros passarão a se comportar como os governos profanos (terão de se valer de suas armas)…os poderes dos céus serão abalados.

A melhor forma de Governo é o AUTODOMÍNIO  - neste somos guiados pelo Cabeça e não pelo "corpo".




A ninguém na terra chameis de vosso Corpo Governante

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles

Quando esteve na terra Jesus fez distinção clara sobre o que era os domínios de baixo e o que era os domínios de cima:

João 8:23 De modo que prosseguiu a dizer-lhes: “Vós sois dos domínios de baixo; eu sou dos domínios de cima. Vós sois deste mundo; eu não sou deste mundo.

De modo que os "domínios de baixo" se referem ao mundo e os "domínios de cima" se referem ao "céu".

É muito importante saber distinguir esses dois "domínios" ou jurisdições quando se trata de desmantelar a doutrina de 1914.

Pois os apologistas da doutrina de 1914 na tentativa de defender o dogma misturam, conforme a conveniência, essas duas jurisdições.

Eles não levam em conta as palavras do próprio Jesus ao descrever o SEU Reino CELESTIAL:
Pilatos, eu tenho um Reino, mas ele é lá de cima - Lá eu sou o Rei
João:18 36 Jesus respondeu: “Meu reino não faz parte deste mundo. Se o meu reino fizesse parte deste mundo, meus assistentes teriam lutado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas, assim como é, o meu reino não é desta fonte.

No primeiro século, Jesus foi feito o Rei do Reino Celestial.
Deus entregou todas as coisas do Reino Celestial nas mãos de Jesus.
Até os anjos se tornaram súditos do Rei Jesus Cristo.  João 16:15, João 13:3 ,1 Pedro 3:22
No Céu, Jesus, qual Rei, sentou no trono de Seu Pai - Rev 3:21

"o meu reino é dos domínios de cima - lá quiseram eu como Rei sobre eles"
E o que dizer dos domínios de baixo, ou seja, o que dizer do reino do mundo?
Será que Jesus se tornou o rei do mundo no século XX conforme afirma o dogma de 1914? -
Vide Sentinela  15/2 de 2013 pp. 17-21
Sentinela - O reino do mundo.
Revelação 11:15
E o sétimo anjo tocou a sua trombeta. E houve vozes altas no céu, dizendo: “O reino do mundo (domínios de baixo) tornou-se o reino de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.”

Se Rev 11:15 se cumpriu no século XX, então os apologistas da doutrina de 1914 não poderiam mais usar a expressão:
"Meu reino não faz parte deste mundo."

Deveriam usar a expressão:

"Meu reino faz parte deste mundo." - O reino do mundo tornou-se o reino de Cristo.

Para saber se realmente o reino do mundo tornou-se o reino de Cristo, basta atentar-nos à expressão: "Se o meu reino fizesse parte deste mundo…"

"Se o meu reino fizesse parte deste mundo"

Eis a sequência de eventos que ocorrerão para que "o meu reino faça parte desse mundo":

 Jesus recebendo o Reino do Mundo - os domínios debaixo: ele vai sentar no trono dos domínios debaixo:

 “Quando o Filho do homem chegar [referente aos domínios de baixo] na sua glória, e com ele todos os anjos, então se assentará no seu trono [referente aos domínios de baixo] glorioso. E diante dele serão ajuntadas todas as nações [referente aos domínios de baixo], e ele separará uns dos outros assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. [referente aos domínios de baixo]” – Mt 25:31, 32.

 REINO DO MUNDO - REINO DO MUNDO - REINO DO MUNDO

Daniel 7:26 E o próprio Tribunal passou a assentar-se, e tiraram-lhe finalmente seu próprio domínio, a fim de [o] aniquilar e destruir totalmente.
27 “‘E o reino, e o domínio, e a grandiosidade dos reinos debaixo de todos os céus foram entregues ao povo que são os santos do Supremo. Seu reino é um reino de duração indefinida e a eles é que servirão e obedecerão todos os domínios.’

Nesse ponto, o reino do mundo ("reino debaixo de todos os céus") é entregue ao povo que são os santos do Supremo. Nesse ponto, “O reino do mundo torna-se o reino de nosso Senhor e do seu Cristo" - Rev 11:15

Como "o reino, e o domínio, e a grandiosidade dos reinos debaixo de todos os céus AINDA NÃO foram entregues ao povo que são os santos do Supremo, portanto Rev 11:15 ainda não se cumpriu.

Os "santos do Supremo" precisam vencer para poder sentar no trono - Rev 3:21
Vencer compreende ser "morto" pela mesma Organização-Besta responsável pelo homicídio de Jesus Cristo. Eles precisam encarar a morte:

Rev 12:11 E eles o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do seu testemunho, e não amaram as suas almas, nem mesmo ao encararem a morte.

Logicamente essa guerra no céu é simbólica (os que estão no céu literal - no mundo espiritual - não encaram a morte)
Encarando a morte nos lugares celestiais - Vai encarar?

Assim como no caso de Jesus, os Santos do Supremo tem "o céu aberto" em suas mentes, de modo que habitam (seus pensamentos e ações - quer dizer, em espírito) no Céu. (Efésios 2:6)

Nessa guerra, algumas "estrelas - ungidas" são arrastados "pra baixo" - para sua carnalidade mortal.
As estrelas cadentes -parte 1
As estrelas arrastadas para baixo - parte 2

Trata-se de uma  guerra entre Satanás e seus enviados versus Miguel e seus enviados. Todos os santos do supremo tem que ter a coragem para vencer o mundo, quer dizer a guerra. Jo 16:33

A guerra das estrelas - no céu

Quanto à razão de alguns considerarem Salomão como um rei, quando ele sentou na sombra do trono de Jah, mas negarem e não atribuírem o mesmo crédito Real à Jesus Cristo quando este sentou no Verdadeiro trono de Jah:

Jerusalém, Eis o teu Rei - irá reconhecê-lo?

Eis que sou Mais que Salomão, um rei, mas por que é que não me aceitam como REI?

O próprio Jesus responde qual a razão disso acontecer:

Lucas 19:27 - "não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"

"não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"
"não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles"

Se você ler matéria de apologistas do corpo governador, encontrará várias frases dizendo: "Jesus não se tornou rei no primeiro século".

Quando o assunto é Jesus Rei no primeiro século, a resposta dos seguidores de Baal - O Governante é:
 ‘Não queremos que este [homem] se torne rei sobre nós.’ "Não temos rei senão Baal - o Corpo Governante"

No "espírito de Elias", usemos a espada contra os adoradores de Baal:

Portanto, "trazei para cá estes inimigos meus que não quiseram que eu me tornasse rei sobre eles e abatei-os diante de mim.’” - Lucas 19:27

Abaterei eles com a espada que sai da minha boca.
 /***************************************************************/

                            Você Sabia?

  • Que o Livro de Daniel capítulo 11 retrata duas grandes guerras que ocorrem ANTES da terminação do sistema de coisas, antes da "sinteleia" ou "tempo do fim"?

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/05/as-quatro-guerras-mundiais.html

  • Que o livro de Daniel capítulo 11 descreve o tempo do fim (sinteleia) a partir do verso 40 ?

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/09/o-rei-do-norte-age-com-eficiencia-parte.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/03/tempo-do-fim-daniel-1140-sinteleia.html

  • Que Bertrand Russell, citado em revista publicada pela WatchTower (Despertai!, de 22 de março de 1993 (p. 11))  era um dos fomentadores da Agenda de uma Nova Ordem mundial por meio de um Governo Global?

Ele era um ativista da ONU.
Promovia a "Nova Ordem" usando a famosa abordagem "Problema - Reação- Solução"
Causando o Problema: Guerras, fomes, pestilências, Caos
Para Vender a Solução: Governo Global. 

Bertrand Russell cunhou o pensamento: Governo Mundial ou Extinção da Humanidade
 (World Government or Extinction of Humanity)

Note o que ele escreveu em The Impact of Science of Society:

Para lidar com esse problema [aumento populacional e diminuição de suprimentos] será necessário encontrar modos de
previnir um aumento da população mundial. Se isso é pra ser feito sem guerras, pestilências e fomes, isso demandará
uma autoridade internacional poderosa.
Essa autoridade deve gerenciar o alimento do mundo para as várias nações em proporção com sua população no momento do
estabelecimento da autoridade.
Se qualquer nação subsequentemente aumentar sua população tal nação não deve receber mais alimento por causa disso.
O motivo para não aumentar a população seria portanto bastante convincente. - 124

"unification under a single government is probably necessary unless we are to acquiesce in either
 a return to barbarism or the extinction of the human race." - Bertrand Russell

"unificação debaixo de um único governo é provavelmente necessário a menos que consintamos a um retorno ao barbarismo ou a extinção da raça humana."

Bertrand Russel promovia a "Agenda 1914".  (A Primeira e a Segunda guerra foram forjadas pela elite mundial - assim como a guerra que virá por aí)

 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Logos & Lógica

Seja "X" uma hipótese (doutrina , ensinamento).
Se a hipótese (doutrina) "X" DEPENDE de N premissas (p1, p2, p3, ..., pN).
Então a doutrina "X" é correta se e somente se cada uma das premissas (p1, p2, p3, .., pN) forem corretas. "X" depende das N premissas.

Quantas premissas devem estar erradas para provar que a hipótese "X" é uma mentira?
Basta UMA premissa errada.
Se a doutrina "X" possuir apenas UMA premissa falsa. Então a doutrina "X" é falsa.
(a verdade não possui premissas falsas, não possui contradições)

Seja 1(um) Verdade (V) e 0 (zero) Falso (F). Temos:

1 x 1 x 1 x 1 ....x 1 x 0 = 0 (basta um fator ser zero)

Os itens abaixo invalidam várias premissas da doutrina de 1914:

-1: Jesus se tornou Rei do Céu no primeiro século - inclusive sobre os anjos (1 Pedro 3:22, Rev 3:21)
-2: Jesus foi o Maior rei que reinou em Jerusalém - Mais que Salomão
-3: Nos dias de Jesus a cidade de Jerusalém com seu templo ainda representava o governo de Deus na terra.
-4: O Trono de Jah não ficou vago por 2520 anos , uma vez que a tenda de Davi foi reconstruída quando o Messias , como rei do Céu, propiciou que pessoas das nações (as outras ovelhas) recebessem espírito santo.
-5: Os tempos dos gentios estão relacionados à Revelação 11:1-3 (futuro e não passado)

Todos esses itens acima estão explicados em pormenores em dezenas de artigos nesse blog. Todos esses itens acima desmantelam a doutrina de 1914 que possui como premissas:


-1: Jesus NÃO se tornou Rei do Céu no primeiro século, NÃO se tornou rei sobre os anjos no primeiro século
-2: Jesus NÃO reinou em Jerusalém - ele não foi um rei que reina.
-3: A cidade de Jerusalém com seu templo deixou de representar o governo de Deus na terra em 607 AEC.
-4: O Trono de Jah ficou vago por 2520 anos. Jesus não assentou no trono de seu Pai ao ascender ao céu.
-5: Os tempos dos gentios Não estão relacionados à Revelação 11:1-3.


O problema com certas pessoas é que elas não acreditam na Lógica.  Elas acreditam naquilo que ELAS QUEREM ACREDITAR. Não importa quão ilógico seja. A falta de lógica se chama INSENSATEZ ou Irracionalidade. 

Basta Uma premissa falsa para tornar o resultado final falso:
Tabela da Verdade: Basta Uma Mentira (F).

João 10:23 e Jesus estava andando no templo, na colunata de Salomão. 24 Portanto, os judeus rodearam-no e começaram a dizer-lhe: “Quanto tempo hás de manter as nossas almas na expectativa? Se tu és o Cristo, dize-nos francamente.” 25 Jesus respondeu-lhes: “Eu vos disse, e ainda assim não acreditais. As obras que eu faço em nome de meu Pai, essas dão testemunho de mim. 26 Mas, vós não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Tu mesmo o disseste

Seguem abaixo algumas declarações (em vermelho) que corroboram com o fato de que Jesus se tornou o Rei do Reino dos Céus no primeiro século:

Frase 1: "Jesus era o Senhor de Davi, maior que Salomão e o profeta maior do que Moisés."

Compare essa declaração com os seguintes artigos:

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/08/um-rei-que-passa-despercebido-tem-olhos.html - O Maior Rei de Jerusalém

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/10/quem-nao-honrar-o-rei-filho-nao-honra-o.html - O único Rei que sentou no trono de Jah

Frase 2: "Cristo Jesus tem sido enaltecido pelo seu Pai a uma posição só inferior a de Deus, de modo que, “no nome de Jesus, se dobre todo joelho dos no céu, e dos na terra, e dos debaixo do chão, e toda língua reconheça abertamente que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus, o Pai”.

Compare essa declaração com os seguintes artigos:

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/06/e-foram-lhe-sujeitos-anjos-o-reino-do.html - Jesus: Rei dos Anjos (além da congregação)

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/04/jesus-entronizado-destra-poderosa-de.html - "Eu sentei no trono do meu Pai"

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/07/jesus-cristo-sentado-no-trono-de-jah.html - "Todas as coisas que meu Pai tem são minhas"

O que é surpreendente, é que essas declarações em vermelho foram publicadas recentemente ( 3/7/2014) num artigo, cujo objetivo é desmantelar a equivocada doutrina da Trindade, artigo esse produzido por um seguidor da equivocada doutrina de 1914.

"Não discordo de tudo que ensinam. Porque todos têm um pouco de verdade e um pouco de erro, mas todos vêem os erros dos outros e ninguém vê os seus próprios erros." - Miguel Servet

(Aconteceu que quando eu passei a ver o meu próprio erro a respeito de 1914, eu fui expulso da sinagoga)

Entendo que qualquer um tem a liberdade de seguir a quaisquer dogma que lhe convier. Livre arbítrio.
O que eu discordo, além do dogma, é a forma em que é tratado aqueles que decidiram não seguir dogmas. (Vide abaixo)


Mantenha-se no Amor de Deus????
Será que amar apenas os nossos "amigos" ou "irmãos" é a forma de manter-nos no "amor" de Deus? - Veja a resposta no vídeo abaixo:



sábado, 2 de agosto de 2014

Venha o teu Reino - e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele.

"Venha o teu Reino -  e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele."

No mundo ocidental, a prece mais rezada e proporcionalmente, menos entendida, é a oração do "Pai nosso".

"Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu reino." - Mateus 6:9

                "VENHA O TEU REINO"

Quem faz essa oração evidentemente gostaria de ter essa petição atendida.

Jesus ensinou essa oração há quase 2.000 anos atrás, será que as pessoas que pediram "venha o teu reino" poderiam ter seu pedido atendido durante a sua vida? Ou teria Jesus ensinado as pessoas a pedirem algo que elas não poderiam obter durante as suas vidas, a menos que vivessem em certa época específica da história, muitos anos a frente no futuro?

Enquanto esteve na terra, Jesus mostrou que o indivíduo - sim em base individual - já poderia ter a sua oração atendida:

"o reino de Deus vos tem realmente alcançado." - Mateus 12:28
"o reino de Deus realmente vos sobreveio." - Lucas 11:20
“Não estás longe do reino de Deus.”  - Lucas 12:34

Seguem abaixo os motivos e as condições para isso:

O que é um Governo?
Governo é um campo ou força de influência. Por exemplo, temos o Governo Gravitacional que  exerce suas leis sobre a matéria. Também o Governo ou reino Elétrico que exerce seu governo, suas leis , sobre as partículas.

De modo que para haver Governo, deve haver Leis ou uma Constituição. Essa é condição necessária para haver um Governo:  Leis.

Teria o reino de Deus uma Constituição? Sim!
Você pode ler a Constituição (As Leis) do Reino de Deus nos capítulos 5, 6 e 7 de Mateus. Mas para termos uma ideia da capacidade de síntese dessas Leis, basta lermos:

Mateus 7:12 “Todas as coisas, portanto, que quereis que os homens vos façam, vós também tendes de fazer do mesmo modo a eles; isto, de fato, é o que a Lei e os Profetas querem dizer.

"as coisas que quereis que os homens vos façam - Faça isso a eles" Ponto 

Já falamos sobre a Lei do Governo de Deus. Agora um governo só é governo se houver quem reaja ou responda a essas leis.

Por exemplo: a matéria (e mesmo a luz) é súdito do Reino Gravitacional. A Matéria (e mesmo a luz) está submissa à influência de suas Leis - quer dizer: obedece às suas Leis.

E que dizer dos súditos do Governo de Deus? Quem são os súditos do Governo de Deus?

 "Aquele que conhece os meus mandamentos e os obedece, é esse que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai e eu também o amarei e me revelarei a ele."  -  João 14:21

Jesus disse-lhe: “Se alguém me amar, observará a minha palavra, e meu Pai o amará, e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele. - João 14:23

De modo que o súdito do Reino de Deus é aquele que obedece a Constituição (leis) do Governo de Deus. (Honrando ou Glorificando assim ao Nome do Pai)

O súdito do Reino é aquele produz os seus frutos. (Mateus 21:43)


Venha o teu Reino -  "e nós iremos a ele e faremos a nossa residência com ele"

Governo: Estabelece as Leis, A Constituição.
Súdito: Aquele que Obedece as Leis. (submete-se ao Governo)

Portanto, o reino de Deus já domina, não desde o ano 1300, 1799 , 1874 ou 1914, mas desde que alguém individualmente escolheu deixar dominar-se pela Constituição do Governo de Deus.

Se desejamos que o Reino de Deus "venha" em nosso próprio caso,  obedeçamos à sua Constituição. Neste caso: "o reino de Deus realmente vos sobreveio." - Lucas 11:20


Leia também:
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/o-reino-de-deus-nao-por-homens-mas-por.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/05/o-templo-o-lugar-do-meu-trono-na-terra.html

http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/jerusalem-o-reino-de-deus-vos-sera.html

https://www.youtube.com/watch?v=zvRp3z6uaCM

domingo, 6 de julho de 2014

Jesus Cristo sentado no trono de Jah como Rei - "Senta-te à minha Direita"

Continuarei analisando nesse artigo mais um "argumento" utilizado por aqueles que NÃO crêem que Jesus se tornou Rei Celestial ainda no primeiro século EC.

Eis o "argumento":

 2)   ‘Sentar no trono’ não significa necessariamente ser entronizado.
O Dicionário Michaelis define “entronizar” por “elevar ao trono” e “pôr(-se) no trono”. A ideia é de receber o reino. Se fosse sinônimo de sentar no trono, cada vez que um rei se sentasse no seu trono teríamos de concluir que ele estaria sendo entronizado, o que seria um absurdo. Portanto, a aceitação do convite divino de ‘sentar-se à direita’ de Jeová’ (Sal. 110:1) não significa em si uma entronização.
Assim, o período de ‘espera’ (Heb.10:13) não seria forçosamente o exercício do Reino celestial.    - Defensores da WatchTower

Comecemos a análise:

Primeiramente é digno de nota que a própria definição do dicionário depõe CONTRA a WatchTower:

http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=entronizar

entronizar 
en.tro.ni.zar 
(en+trono+izar) vtd 1 Elevar ao trono. vtd e vpr 2 Pôr(-se) no trono. vtd e vpr 3 Elevar(-se) muito; exaltar(-se). vtd 4 Fazer entronização, acepção 3. Var: entronar, entronear.

Note como o mesmo dicionário define a expressão "Subir ao trono"

http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=trono
trono 
tro.no 
sm (gr thrónos) 5 Ato de tronar. 6 Autoridade, domínio, império, poder. Subir ao trono: começar a reinar.

De modo que o "Elevar ao trono" ou "Pôr(-se) no trono" ou "sentar-se no trono" são expressões idiomáticas que denotam uma mudança de estado ou um Fato ou Acontecimento ou Marco Histórico. Conforme define o próprio dicionário: Subir ao trono equivale a começar a reinar.

Portanto, Não refere-se simplesmente à ação ordinária de simplesmente se assentar com suas nádegas sobre um assento polido. 

Por exemplo, Como o leitor entende a expressão?:

"Napoleão sentou no trono da França" - seria o simples ato cotidiano de Napoleão apoiar suas nádegas sobre uma cadeira enfeitada ou o Fato ou Marco de Napoleão receber o reino da França?

Outro exemplo, como entende a seguinte expressão:

"Principe William poderá sentar no trono da Inglaterra"
Não corresponderia isso o Fato dele RECEBER O REINO da Inglaterra mais do que simplesmente sentar numa cadeira?

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/07/130723_grafico_arvore_familiareal.shtml

"Ao se referir a um trono, pode-se também entender como posição máxima, como na frase Ele irá assumir o trono."  - Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Trono

Assim a expressão "Sentar no trono" transmite justamente a ideia de receber o reino!!!

Portanto o "argumento" exposto pela WatchTower é falacioso , chega a denotar estupidez.

Mas não pára por aí, esse "argumento" também é hipócrita. Veja o motivo:

Em suas próprias publicações e ensinos, a WatchTower  e seus seguidores definem a expressão "sentar no trono" como sendo sinônimo de receber o reino, ou seja, de ser entronizado, de começar a reinar. Eis os exemplos: 

No livro "Bíblia Ensina" p. 215-p. 218 par. 1 da WatchTower, lemos:

"Jerusalém havia sido a capital da nação judaica — a sede do governo da dinastia de reis da casa do Rei Davi. (Salmo 48:1, 2) No entanto, esses reis eram totalmente diferentes de outros líderes nacionais. Eles ocupavam o “trono de Jeová” como representantes do próprio Deus. (1 Crônicas 29:23) De modo que Jerusalém era símbolo do governo de Jeová."

Ainda na revista "A Sentinela" w12 1/8 pp. 16-17, lemos:

Quando Davi ainda era menino, Deus o escolheu para ser o rei de Seu povo, Israel. Quando Davi morreu, Salomão, a quem Jeová havia escolhido, ocupou o “trono de Jeová” . (1 Crônicas 28:4, 5; 29:23) 

Eis os textos usados nas publicações da Torre de Vigia: 
1 Crônicas 29:23 E Salomão começou a sentar-se no trono de Jeová como rei em lugar de Davi, seu pai, e para ser bem sucedido, e todos os israelitas lhe obedeciam.

1 Crônicas 28:5 e dentre todos os meus filhos (pois são muitos os filhos que Jeová me deu) escolheu então a Salomão, meu filho, para assentar-se no trono do reinado de Jeová sobre Israel.

Ou seja, a Torre de Vigia associa ou atribui o fato de "Salomão sentar-se no trono de Jeová" com a "ideia dele receber o reino" ("o governo de Jeová."). Mas nega o mesmo significado ou atribuição no caso de Jesus Cristo. Isso é um exemplo de dois pesos e duas medidas ou interpretação dúplice - um caso de hipocrisia.

Hebreus 1:13 Mas, com referência a qual dos anjos disse ele alguma vez: “Senta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos como escabelo para os teus pés”?

"No entanto, doravante o Filho do homem estará sentado à destra poderosa de Deus.” - Lucas 22:69

Rev 3:21 "eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono."

Como disse o próprio Jesus Cristo:
"mas, eis que algo mais do que Salomão está aqui."(Lucas 11:31)

Portanto EM VERDADE vos digo:

"E Jesus Cristo começou a sentar-se no trono de Jah como Rei" (1 Crônicas 29:23)
"Escolheu então a Jesus, seu filho amado, para assentar-se no trono do reinado de Jah" (1 Crônicas 28:5)

Rev 3:21 "eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono."

Portanto Jesus recebeu o TRONO DO REINO DE DEUS no primeiro século EC.


"eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono." - o Rei do Reino dos Céus

João 5: 22 Porque o Pai não julga a ninguém, mas tem confiado todo o julgamento ao Filho, 23 a fim de que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honrar o Filho, não honra o Pai que o enviou.

Isaías 47 Desce e senta-te no pó, ó virgem filha de Babilônia. Senta-te no chão, onde não há trono, ó filha dos caldeus. Pois não mais terás a experiência de pessoas te chamarem de delicada e mimosa.

Ezequiel 12:24 Pois não se mostrará mais haver qualquer visão fútil, nem adivinhação dúplice no meio da casa de Israel.

Primeira parte:
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2014/06/e-foram-lhe-sujeitos-anjos-o-reino-do.html

Artigos Relacionados:
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/08/um-rei-que-passa-despercebido-tem-olhos.html
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/10/quem-nao-honrar-o-rei-filho-nao-honra-o.html

segunda-feira, 23 de junho de 2014

E foram-lhe sujeitos anjos - o Reino do Messias

Nesse artigo analisarei sobre o conceito que "certos apologistas da WatchTower" possuem a respeito do termo "o reino do Filho" mencionado em Colossenses 1:13, a saber:

1)   O “reino” delegado a Cristo, mencionado em Colossenses 1:13 não é o Reino messiânico.  - Apologistas da WatchTower 

Bom, vamos começar nossa análise da afirmação acima lendo o texto de  Colossenses 1:13

“Ele nos livrou da autoridade da escuridão e nos transferiu para o reino do Filho do seu amor.” – Col. 1:13.

O que é o "reino do Filho"?

Bom, se você crer que Jesus é o Filho de Deus, o Filho de Jah , ou em outras palavras, se você crer que Jesus é o Cristo, ou ainda, crer que Jesus é o MESSIAS, então o "reino do Filho" é o Reino do MESSIAS ou Reino Messiânico.

Agora, caso o leitor escolha ser Anti-Cristo,ou Anti-Messias, ou preferir não acreditar que aquele homem que ensinou-nos o Sermão do Monte é o Messias , então o reino do Filho realmente "não é o Reino messiânico" para você

Para os que exercem fé em Jesus como sendo o Cristo, ou o Messias , o reino do Filho é o Reino Messiânico: pois o Filho é o Messias.

A expressão "reino do Filho" pode ser expandida como "reino de Jesus - o Messias" - "reino do Messias" --> Reino Messiânico

Jesus o Messias, logo o Reino de Jesus é o Reino Messiânico.

 A mulher disse-lhe: “Eu sei que vem [o] Messias, que é chamado Cristo. Quando este chegar, ele nos declarará abertamente todas as coisas.” 26 Jesus disse-lhe: “Eu, que falo contigo, sou ele.”

O Próprio Jesus fez referência ao SEU Reino em outra ocasião:

João:18 36 (Almeida)
Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.


 O MEU REINO - O REINO DO MESSIAS - REINO MESSIÂNICO

Aquilo que Jesus referiu como "o meu reino" é o Reino do Messias, que conforme ele explicou, exercia jurisdição "nos domínios de cima".

O ponto que os "apologistas da WT" desconsideram é justamente aquilo que o Pai fez:

O Pai entrega o Reino dos céus nas mãos do Filho - no primeiro Século EC:
João 3:35 “O Pai ama o Filho e tem entregue todas as coisas na sua mão

João 16:15 "Todas as coisas que meu Pai tem são minhas." 

De modo que o Reino Messiânico corresponde à "Todas as coisas que meu Pai tem" e que Foram ENTREGUES na mão do Filho, nas mãos do Messias.

Assim, diferente dos sistemas políticos-religiosos "terráqueos", o reino dos Céus não é um Reino Dividido (Mateus 12:25). Quando Jah entregou o reino ao Cristo, entregou TODAS AS COISAS. Fato que comprova isso é que até mesmo os ANJOS foram feitos súditos do Rei Celestial Jesus Cristo: O Messias.

1 Pedro 3:22 “Ele está à direita de Deus, pois foi para o céu; e foram-lhe sujeitos anjos, e autoridades, e poderes.”    --- os anjos foram feitos Súditos


"ele, sabendo que o Pai dera todas as coisas nas suas mãos" - João 13:3

"Todas as coisas que meu Pai tem são minhas." -     João 16:15
Os anjos foram feitos súditos do Messias qual Rei Celestial - 1 Pedro 3:22


 "e todas as minhas coisas são tuas e as tuas são minhas" - João 17:10


Assim é evidente que NÃO se "trata de um governo apenas sobre seus discípulos" e sim Um Governo que foi dado ao Messias cuja autoridade é sobre "TODAS as coisas que meu Pai tem":   - anjos, querubins , os sete espíritos, e TAMBÉM a congregação na terra: sobre AQUELE que O OBEDECE: (João 3:35, 16:15)

João 17:23 Em resposta, Jesus disse-lhe: “Se alguém me amar, observará a minha palavra, e meu Pai o amará, e nós iremos a ele e faremos a nossa residência [CASA/REINO/MORADA] com ele.

Em vez de ser um "sub reino", o reino dado ao Messias (Reino Messiânico) exerce sua jurisdição sobre tudo que pertence a Deus. Tanto que o Messias disse em relação ao seu Pai: Nós somos UM. (João 10:30)

João 3:35 “O Pai ama o Filho e tem entregue todas as coisas na sua mão”
DEUS DEU O SEU PRÓPRIO TRONO AO MESSIAS:

Rev 3:21 "eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono" -

De modo que o Reino Messiânico veem exercendo poder sobre tudo aquilo que está ligado à Deus: "Todas as coisas que meu Pai tem são minhas".

Obviamente, o Mundo ainda não faz parte desse reino. Por Enquanto.

Jo 14:24 Quem não me ama, não observa as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas pertence ao Pai que me enviou.

Entrementes:
Lucas 12:1 ... havendo-se ajuntado uma multidão de tantos milhares, que se pisavam uns aos outros, ele principiou a dizer, primeiro aos discípulos: “Vigiai-vos do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. 2 Mas não há nada cuidadosamente oculto que não venha a ser revelado, nem secreto que não venha a ser conhecido.

Continuaremos as argumentações nos próximos artigos!

Leia também:
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2013/04/jesus-entronizado-destra-poderosa-de.html
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/o-meu-reino-jesus-perante-pilatos.html
http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/08/senta-te-minha-direita-reina-minha.html


domingo, 15 de junho de 2014

Uma modalidade diferente ou uma boa nova diferente?

Uma "modalidade" diferente ou uma "boa nova" diferente?

Há poucas horas eu abordei um par de "testemunhas" que usavam um "carrinho de revistas".

Eu perguntei se eles poderiam ler um texto da Bíblia , o texto era o de 1 Pedro 3:22.

Eles leram:

"Ele está à direita de Deus, pois foi para o céu; e foram-lhe sujeitos anjos, e autoridades, e poderes." - 1 Pedro 3:22

Após lerem, eu perguntei-lhes:  Quando Jesus Cristo foi estabelecido como Rei nos Céus?

Um deles respondeu: "Nós estamos em uma modalidade diferente, se você quiser estudar a Bíblia, nós podemos marcar seu endereço e fazer uma visita".

nova modalidade , mas velhos dogmas.

Eu disse-lhes: Você não pode considerar um assunto Bíblico agora? Essas publicações não teriam nada a ver com a Bíblia?

Aí ele continuou dizendo , ao pegar um livro da banca: "Esse livro chamado 'O que a Bíblia Ensina' vem trazendo a resposta a essa pergunta…"

Eu falei o seguinte: Para saber o que a 'Bíblia Realmente ensina' não seria melhor usar a própria Bíblia em vez de qualquer outro livro?

O que a própria Bíblia ensina em 1 Pedro 3:22 no que diz respeito a Jesus receber sujeição dos habitantes do céu - dos anjos, receber Autoridade e Poder? Como chamamos aquela pessoa que recebe autoridade e poder? Os anjos foram feitos súditos, ou seja, foram sujeitos, a quem? Foi a Jesus, certo? A minha pergunta é quando Jesus se tornou Rei nos Céus?

Não houve resposta…

terça-feira, 3 de junho de 2014

Um Rei Democrático

Conforme já considerado em artigos anteriores (vide links no final do artigo) uma embaixada terrestre do Governo de Deus foi estabelecida por Jah quando Ele decidiu "residir ou habitar no meio dos filhos de Israel".

Comparado com os outros "reinos" ao redor , esse reino era um tanto singular devido a ausência de um ser humano sentado sobre um trono, ou seja, ausência de um humano ocupando um Cargo de Líder sobre o povo. De fato, essa era a Principal característica dessa embaixada: ausência de Governante Humano.

Contudo os membros dessa nação não estavam confortáveis com essa situação ímpar dessa nação. Até havia um Rei. O problema é que ele era invisível.
De modo que eles passaram a pleitear por algo mais concreto, algo de carne e osso: uma dinastia humana.


A primeira Dinastia humana dentro da embaixada terrestre QUASE começou com a Casa de Gideão:

Lemos no relato:
Juízes 8:22 Mais tarde, os homens de Israel disseram a Gideão: “Domina sobre nós, tanto tu como teu filho, e teu neto, pois nos salvaste da mão de Midiã.” 23 Gideão, porém, lhes disse: “Eu é que não dominarei sobre vós, nem tampouco meu filho dominará sobre vós. Jeová é quem dominará sobre vós.”

Não fosse a humildade ou falta de aptidão política de Gideão, a sua Casa seria a primeira Dinastia de Líder sobre o povo: "tu, teu filho, teu neto…"  - de pai para filho - do modo como se dá nas dinastias régias.

         Um Rei um tanto Democrático: "Escuta a voz do povo"

Até que chegou o momento que o povo exigiu "designa-nos deveras um rei". (1 Samuel 8:4-9)
O Rei Invisível, embora Rei, respeitou a democracia, ou seja, atendeu ao pedido da vasta maioria:

Escuta a voz do povo referente a tudo o que te dizem; pois, não é a ti que rejeitaram, mas é a mim que rejeitaram como rei sobre eles"(1 Samuel 8:4-9)

"é a mim que rejeitaram como rei sobre eles" - "Escuta a voz do povo"

De modo que o povo destronou o Rei Jah e deu-se início às Dinastias de reis humanos em Israel . Foi um processo democrático, mas não foi Sábio.
"Escuta a voz do povo...escolheram outro rei sobre eles"

O que é mais importante entender nesse processo todo é que nenhuma dessas dinastias (famílias de reis, de líderes) deram início à embaixada terrestre do Reino de Deus , ou em outras palavras, nenhuma dessas dinastias deram início à representação do Governo de Deus na terra. A representação do Governo de Deus na terra já existia ANTES da concepção e existência dessas dinastias humanas e continuou existindo DEPOIS do fim dessas dinastias humanas por volta de 607 AEC. 

A representação do reino de Deus na terra, ou embaixada terrestre, está unicamente subordinada à presença de Deus (na tenda de reunião, depois no templo - "relação R = J/d " )

                O que significava então a "Casa de Davi"?

Significava uma expressão ou implementação de Liderança sobre o povo - nas jurisdições da embaixada. Representava a casa do "rei sobre eles" -- Uma vez que Jah foi rejeitado "como rei sobre eles".

"Agora, designa-nos deveras um rei para nos julgar, igual a todas as nações." - igual a todas as nações 

De fato, com a rejeição da ausência de Governante humano passou a ocorrer em Israel da mesma forma que ocorre "igual a todas as nações".
De modo que antes da Dinastia de Davi, houve a Dinastia de Saul, antes da Dinastia de Saul , houve a Dinastia Invisível de Jah a qual foi rejeitada pelos israelitas nos dias de Samuel.
"Igual a todas as nações"- Por Exemplo: O Reino da Inglaterra possuiu várias dinastias de Líderes:
A Casa de Stuart   (líder de carne e osso)
A Casa de Hanôver   (líder de carne e osso)
A Casa de Saxe-Coburgo-Gota  (líder de carne e osso) (renomeada para Windsor, para esconder a origem germânica…)

Todos esses sentaram no "trono da Inglaterra",  ou seja, "sentaram sobre o povo",  foram Líderes no reino da Inglaterra sobre o povo da Inglaterra.

Podemos ilustrar o que ocorreu no antigo Israel da seguinte forma:
O Dono do carro era o mesmo quem dirigia o carro…..
Mas os passageiros não gostaram da forma que esse carro era conduzido pelo seu Dono…
Para os passageiros parecia que não havia ninguém sentado no banco da Frente do carro. Parecia que o carro estava sem motorista!
Disseram: "Queremos que alguém dirija esse carro!…da mesma forma que aqueles outros ali de fora dirigem aqueles carros!! Precisamos que alguém sente no banco da Frente!"
Então o Dono disse aos passageiros: "Tudo bem, sente-se aqui no meu banco e assuma o volante do carro…"
Outros foram lá e sentaram no banco da frente e assumiram a direção do carro onde estavam os passageiros...
Quando o Carro por fim capotou em ~607 AEC, o carro teve que passar por uma boa reforma, mas o Dono do Carro continuou "Dirigindo Nele" ou "Habitando Nele" como disse Jesus Cristo (Mateus 23:21)


Mais artigos Relacionados:
O Pecado da Monarquia em Israel
A Casa de Davi
A Embaixada do Reino dos céus - Dispensa reis como os das nações
Carta sobre a representação do Governo de Deus na terra e 1914
A representação do Governo de Deus: o Templo



domingo, 25 de maio de 2014

O Fim do Atual Sistema de coisas da WatchTower e a Geração que não passará.

Quem conhece profundamente a Organização das Testemunhas de Jeová, sabe que a principal doutrina dessa organização é o dogma de 1914.

Toda a hierarquia de Autoridade Governamental dessa organização se apóia sobre os alicerces da doutrina de 1914.

Em dezenas de artigos desse blog venho demonstrando logicamente que os alicerces dessa doutrina estão comprometidos, são ocos, fundados sobre a Areia e não sobre a Rocha.

Infelizmente a vasta maioria das pessoas que divulgam assiduamente esse dogma de 1914 como sendo "a verdade revelada pelo canal de Deus" não está disposta a nem sequer pensar na hipótese dessa doutrina estar equivocada. Quanto menos estão dispostos a escrutiná-la efetivamente. É por isso que essa doutrina caracteriza-se como um Dogma. Pois na mente dessas pessoas, é um Conceito Inquestionável. (Da mesma forma que a Trindade o é para os trinitaristas)
 
Realmente não temos como obrigar pessoas a raciocinar. Só temos como deixar brilhar o nosso próprio raciocínio na esperança de que ele brilhe na escuridão de algumas mentes.

Mas, além da Lógica (Logos), a Verdade ainda possui um outro Aliado, um aliado que não depende da receptividade de pessoas: O Tempo.

A Verdade nunca é ameaçada com a passagem do Tempo.

A Mentira é ameaçada com a passagem do Tempo.

Assim, qual a relação da doutrina de 1914 com a passagem de tempo?

Para responder isso, vejamos como outras doutrinas associadas à datas se comportaram com a passagem do tempo:

- 1874 iniciou-se a presença invisível de Cristo e em 1914 virá o fim (Armagedom) do sistema de coisas (Estudos das Escrituras , Vol II , Sentinela 15 de Junho de 1911 p.190 – Em Inglês )

- "Nós não temos quaisquer dúvidas em relação à cronologia relacionada às datas de 1874, 1914, 1918, e 1925." - Sentinela 15 de Maio de 1922 página 147 em inglês.



A Mentira é ameaçada com a passagem do Tempo: "Nós não temos quaisquer dúvidas em relação à cronologia relacionada às datas de 1874"

Tanto o ensinamento vinculado com a data de 1874 como quem o ensinava já estão mortos. Não  resistiram ao Tempo.  A mentira não permanece para sempre.

Em 2014, as testemunhas estão comemorando aniversário (fato irônico) dos 100 (cem) anos do toque da sétima trombeta, a saber, cem anos de que “o reino do mundo tornou-se o reino de nosso Senhor e do seu Cristo".  (Rev 11:15)

Conforme disse, Charles Taze Russel, um dos principais patrocinadores da doutrina de 1914 (obviamente não em sua atual camuflagem) :

"Essa será uma questão interessante daqui a cem anos; e se alguém conseguir calcular e raciocinar melhor, ainda estará interessado no que apresentamos." - (A Torre de Vigia de Sião – 1 Julho de 1914 em Inglês.

               "daqui a cem anos"   "será uma questão interessante"

Ou seja, com a passagem do tempo, a doutrina se torna obviamente Uma "Questão Interessante" - Algo a ser questionado, escrutinado, posto à prova.

De fato, basta "conseguir raciocinar melhor" para demonstrar as inconsistências lógicas dessa doutrina.  Mas Raciocinar é uma ação que depende do Livre Arbítrio.  Estamos em tempos que muitos estão sob o cativeiro mental imposto por toda sorte de Corpo Governante humano (político-religioso). De modo que em vez de se tornar uma "questão interessante" , se tornou um Dogma Inquestionável.

Se Agora em 2014 a doutrina de 1914 é uma "questão interessante". Quanto mais o será daqui a uns 20 ou 30 anos. Imaginem 2034, 2044

Daniel 11:14 “E os filhos dos salteadores do teu povo, da sua parte, serão levados a tentar fazer uma visão tornar-se realidade; e terão de tropeçar.

                           "uma visão tornar-se realidade"

Dá para entender o desespero da WatchTower por uma Nova Ordem Mundial: "tentar fazer uma visão tornar-se realidade"

Afinal de contas, essa geração de pessoas adultas que estão atualmente em seus 30 anos, 40 anos, quem sabe até 50/60 anos de idade não passará sem ver o fim do Sistema de coisas da WatchTower conforme o conhecemos em 2014. 

Estamos entre a geração que não passará sem antes ver o Fim do Atual Sistema de coisas da WatchTower.

De fato, a WatchTower entrou em seus últimos dias.


2014 - A geração que testemunhará o Fim da atual WatchTower

quinta-feira, 1 de maio de 2014

O Templo: O Lugar do meu trono na terra - A representação terrestre do Governo de Deus

Desde que esse blog entrou no ar, tenho dissertado sobre a Verdadeira Definição daquilo que constitui a Embaixada ou Representação terrestre do Governo de Deus.

Conforme escrito em um dos primeiros artigos desse blog:

O Reino de Deus é representado pelo lugar em que Jah faz residir o seu Nome, ou seja, Seu Espírito, Sua Personalidade.

De modo que a representação terrestre Do Reino [R] de Deus (Jah) , pode ser modelada matematicamente por:
  R = J/D

Se sendo "D" a relutância em obedecer ou imitar a Personalidade de Deus.

Nesse mesmo artigo concluímos que:

O Governo de Deus (sua representação ou símbolo ou realização terrestre) não depende da existência de uma implementação física ou material de uma realeza ou monarquia [ou qualquer outra hierarquia] humana,o Reino de Deus não depende da existência de liderança humana com autoridade máxima sobre seu povo, ou seja, não depende de reis se assentando em tronos literais, usando uma coroa ou granjeando oficialmente de privilégios políticos ou materiais sobre o povo.

No artigo de hoje em particular gostaria de chamar a atenção de um texto bíblico que se harmoniza completamente com esse fato, a saber, Que o Reino de Deus é representado pelo "lugar" onde o Espírito de Deus Habita.

Lemos em Ezequiel 43:6-7
 6 E comecei a ouvir alguém falar comigo de dentro da Casa, e [o] próprio homem viera a ficar de pé ao meu lado. 7 E ele prosseguiu, dizendo-me:
“Filho do homem, [este é] o lugar do meu trono e o lugar das solas dos meus pés, onde residirei no meio dos filhos de Israel por tempo indefinido;  e eles, a casa de Israel, não mais profanarão o meu santo nome, eles e seus reis, com a sua fornicação e com os cadáveres de seus reis na sua morte 

Nesses versos estamos praticamente recitando a relação definida R = J/D . Considere:

O Reino de Deus [R] - "A Casa" , "o lugar do meu trono"

Depende proporcionalmente:

Do lugar onde o Espírito de Deus habita [J]: "onde residirei no meio"

Depende inversamente da 

Relutância / Desobediência (D): "profanarão o meu santo nome" , "sua fornicação e com os cadáveres de seus reis"


Saber desse fundamento  - Que o Governo de Deus equivale à residência do Seu Espírito - nos ajuda a desmantelar conceitos errados, tais como as premissas nas quais a doutrina de 1914 depende, a saber:

(A) Que o governo de Deus era representado pelos reis em Jerusalém – Livro Bíblia Ensina página 217 parágrafo 2.
(B) Que o governo de Deus (sua representação terrestre) seria interrompido – Livro Bíblia Ensina página 217 parágrafo 2.
(C) Que em 607 AEC terminou a representação do Reino de Deus na terra – Livro Clímax de Revelação página 105 , quadro “1914 foi previsto”
(D) Que o “trono de Davi” ou “trono de Jeová” ocupado por reis descendentes de Davi ficou vago por 2520 anos - Livro Bíblia Ensina páginas 216 e 217

(Para mais detalhes leia:
Demolindo a doutrina de 1914
 Carta para a Torre de Vigia)


Continuemos a "minerar" ainda mais esse texto de Ezequiel:

"A Casa ou Templo ou local de Habitação este é o lugar do meu trono onde residirei"

Jesus Cristo reconheceu muito bem a representação terrestre do Governo de Deus em seus dias, ele reconheceu o grande Rei que estava "sentado no trono" dentro da Casa:

Mateus 5: 35 "...Não jureis absolutamente... nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei.
Mateus 23:21 "e quem jurar pelo templo, está jurando por ele e por aquele que habita nele; "

  "A Casa: é o lugar do meu trono onde residirei [habitarei]"

Um detalhe muito interessante no verso de Ezequiel é a frase: "o lugar das solas dos meus pés".

Essa frase demonstra que esse "trono" ou "reino" refere-se justamente à representação TERRESTRE do Governo de Deus. Conforme Jesus Cristo disse: A terra é o escabelo dos pés de Deus. (Mateus 5:35). De modo que esse "trono" ou domínio está relacionado à jurisdição do Governo na terra.

Portanto a Casa ou Templo trata-se da embaixada ou representação do lugar do trono de Deus na terra, ou em outras palavras, a Casa ou Templo refere-se à representação terrestre do Governo de Deus ou "embaixada terrestre".

Posto isto, sabemos que a representação terrestre do Governo de Deus nunca sofreu interrupção: ela sempre vigorou seja por meio da "tenda de reunião", ou por meio do Templo de Jerusalém ("A Casa de meu Pai") antes e depois de 607 AEC e sobretudo na sua maior expressão de todos os tempos: o Templo erguido por Jesus Cristo.


João 2:19 Em resposta, Jesus disse-lhes: “Demoli este templo, e em três dias o levantarei.” 20 Os judeus disseram, portanto: “Este templo foi construído em quarenta e seis anos, e tu o levantarás em três dias?” 21 Mas ele estava falando do templo do seu corpo. 

Foi em Jesus Cristo que o Templo de Deus assumiu a sua Verdadeira Natureza e Semântica.

Jesus, como pedra angular do Templo, abriu o Caminho para que outras "pedras" fossem erguidas sobre o mesmo Alicerce. Pedras assentadas pela argamassa que é o Espírito e a Verdade . Verdadeiras Pedras de Verdadeiros Adoradores para compor um Verdadeiro Templo. (Mateus 21:42, João 14:6, 1 Cor 3:16, 2 Cor 6:16)

Como temos exaustivamente salientado, o Templo de Deus é sinônimo da Representação Terrestre do Reino de Deus. E a partir de Jesus Cristo, esse templo é constituído por pessoas. 

Essa representação do Governo de Deus por meio do Templo constituído por pessoas está em Perfeita harmonia com o Reino de Deus: O Reino do Dador do Livre Arbítrio.

O que torna legítimo um Reino não é a Tirania/Poder do Governante, e sim a Livre Escolha do Súdito: Um ato de livre Arbítrio. O Governo de Deus é Legitimado por meio do súdito. De modo que o Verdadeiro Templo Vindica a Soberania de Deus ou torna legítimo o seu Governo - baseado no livre-arbítrio.

Pertencer ao Governo de Deus depende da escolha do súdito. Ninguém é obrigado a pertencer a este Governo.

"o lugar do meu trono e o lugar das solas dos meus pés, onde residirei"

Jesus Cristo descreveu o processo de "iniciação/admissão" no Reino de Deus, totalmente baseado no livre arbítrio:

João 14:21 Quem tem os meus mandamentos e os observa, este é o que me ama. Por sua vez, quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me mostrarei claramente a ele.”

21 Aquele que conhece os meus mandamentos e os obedece [Prática do Livre Arbítrio], é esse que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai e eu também o amarei e me revelarei a ele.(Easy to Read Version:)

23 Em resposta, Jesus disse-lhe: “Se alguém me amar, observará a minha palavra, e meu Pai o amará, e nós iremos a ele e faremos a nossa residência [Casa] com ele. 24 Quem não me ama, não observa as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas pertence ao Pai que me enviou.


Nessas Palavras temos novamente a Função do Reino:
R = J/D

[J]  - Aquele que conhece os meus mandamentos e os obedece,  e faremos a nossa residência [Casa / Reino] com ele,  me revelarei a ele. (Habitação e Manifestação pelo Espírito da Verdade)   - "  "me revelarei a ele [ao súdito]"  "faremos a nossa residência [Casa] com ele [com o súdito]."


[D] - Desobediência / Relutância: "Quem não me ama, não observa as minhas palavras" (Quem não me obedece não faz parte do meu reino) (D -> oo , R -> 0 )

De modo que a Vindicação (Legitimidade) do Governo de Deus na Terra se dá por meio do arbítrio do Súdito.

Portanto, é por meio da Casa de súditos ("aquele que conhece os meus mandamentos e os obedece") que o Reino de Deus se expressa:

“Filho do homem, [este é] o lugar do meu trono [justamente o Templo de Súditos que torna o Trono Legítimo] e o lugar das solas dos meus pés, onde residirei" - Eze 43:6-7

Veja também:
 - Eu o amarei e me mostrarei claramente
O lugar da minha casa, do meu trono na terra - vídeo
 - As inconsistências de um Dogma - vídeo

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Index Librorum Prohibitorum

                 Index Librorum Prohibitorum

Existe um famoso ditado que diz o seguinte:

"Para saber quem age como tirano sobre você, simplesmente descubra quem você não tem permissão de questionar [publicamente] " 

Ou seja, se você quer saber quem age como tirano…basta descobrir quem não admite ser questionado. Já se perguntou quem você não tem permissão de questionar "do alto das casas?"

No artigo de Sentinela w20140715 (15 julho de 2014) a WatchTower implicitamente ameaça com a morte todos os que tiverem contato com os "apóstatas". 


"É proibido questionar, é proibido pensar"


A WatchTower nada mais faz do que seguir os mesmos passos de sua irmã mais velha (A Igreja Católica) promulgando , para todos os efeitos , o seu "Index Librorum Prohibitorum" e condenando ao inferno/Armagedom todos os que questionarem o Papado do Corpo Governante.


"A mensagem realmente é: Não raciocinem com aqueles que não concordam conosco"

"matou todos os rebeldes" - WT


"evitamos completamente, sim, rejeitamos, a apostasia." - WT

    "Seu coração tornou-se hipócrita" - Oséias 10:1-2

Se as testemunhas de Jeová são expressamente proibidas de discutir (raciocinar / analisar / por à prova) matérias que discordem de sua liderança religiosa, como podem as testemunhas esperar que pessoas de outras religiões e crenças estejam dispostas a discutir (raciocinar / analisar / por à prova) o que as testemunhas trazem às suas portas?

Se as testemunhas não são receptivas à analisar objetivamente qualquer matéria que destoe de suas crenças, como elas podem esperar que pessoas com crenças diferentes delas aceitem uma "Sentinela" ou "Despertai" ou qualquer outra publicação?  


"sim, rejeitamos a apostasia."-WT
Não é isso um comportamento e atitude hipócrita?

Afinal de contas:

Mateus 7:12 “Todas as coisas, portanto, que quereis que os homens vos façam, vós também tendes de fazer do mesmo modo a eles; isto, de fato, é o que a Lei e os Profetas querem dizer.

        "o que quereis que os homens vos façam"

Certamente as testemunhas querem que os homens analisem suas publicações. 

Portanto , testemunhas, "vós também tendes de fazer do mesmo modo a eles"

Quantas vezes a WatchTower apelou para a ONU (pra fera?) a fim de lhe assegurar "em nome dos Direitos Humanos" para que Betel pudesse distribuir sem restrições suas publicações? 

Rússia é um caso recente que ilustra isso:
O "Corpo Governante" da Rússia deseja impedir que seus súditos acessem matéria das testemunhas de Jeová.

O Corpo Governante das testemunhas de Jeová deseja impedir que os seus súditos, ou seja, as testemunhas acessem matéria de "apóstatas" .

O Corpo Governante das testemunhas deseja que o Corpo Governante da Rússia não imponha, de qualquer forma, restrições às suas atividades . 
O Corpo Governante das testemunhas deseja que o Governante da Rússia permita que cada cidadão russo decida por si mesmo se estabelecerão comunicação com as testemunhas , seja pela Internet ou qualquer outro meio de comunicação.

No "país" das testemunhas por acaso é permitido a livre circulação de matéria apóstata [anti-regime] ?)

Quem não quer que outros imponha restrições às suas atividades pode ao mesmo tempo DITAR restrições às atividades de outros? 


" adoradores leais à Jeová foram poupados" -WT

Pelos seus frutos os reconhecereis: A WatchTower gerou o fruto da Hipocrisia.

A única forma de nos livrarmos de mentiras persistentes é justamente pondo à prova os que se dizem apóstolos Fiéis e Discretos…."estas coisas diz Aquele que segura na sua direita as sete estrelas, aquele que anda no meio dos sete candelabros de ouro:"

Revelação 2:2 ‘Conheço as tuas ações, e o teu labor e a [tua] perseverança, e que não podes suportar homens maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos, mas não são, e que os achaste mentirosos. 


Coloque à prova, questione, raciocine, discuta:
Index_Librorum_Prohibitorum

Já puseste à prova os que se dizem apóstolos "Fiel e Discreto"?

Um braço que veio do Norte...lá de Babel..Babilônia

Vós vos auto declarais "Fiel e Discreto", portanto sois repugnantes

Corpo Governante - É Escravo Fiel e Discreto, Realmente?

Eu vou silenciar a tua mãe Babilônia

Quer falar de Apostasia? Então fala da verdadeira apostasia...

Tal mãe, tal filha - As Filhas de Babel

Colocando a doutrina de 1914 à prova

Vos expulsarão do Salão do Reino

                                Devo cumprimentar um apóstata?